Perguntas Frequentes

"Radiação é energia em movimento, tal qual vento é ar em movimento."
"São radiações cuja energia é suficiente para arrancar elétrons de átomos e moléculas"
"Depende da quantidade absorvida ou mais precisamente da dose. Altas doses podem causar lesões em órgão e tecidos e podem até matar; Baixas doses podem causar defeitos em DNA's de células e podem acarretar o desenvolvimento de cânceres e efeitos hereditários. O modelo mais aceito pela comunidade científica atualmente diz que esse risco é diretamente proporcional a dose, para doses próximas a zero o risco seria praticamente nulo."
"A Radioproteção está inserida no contexto da segurança do trabalho e basicamente é o conjunto de medidas que visam proteger o homem, seus descendentes e o meio ambiente contra possíveis efeitos indevidos causados por radiação ionizante, proveniente de fontes produzidas pelo homem e de fontes naturais modificadas tecnologicamente."

A radioproteção tem como objetivos:

> Evitar e limitar exposições ocupacionais em todas as atividades com radiações;

> Minimizar ao máximo todo e qualquer risco a saúde da população em geral;

> Zelar, do ponto de vista radiológico, pela total preservação do meio ambiente.

JUSTIFICATIVA:
Nenhuma prática com radiação é autorizada a menos que o benefício compense o eventual risco / malefício.

OTIMIZAÇÃO:
Devem ser feitos esforços para que o número de pessoas expostas e as eventuais doses sejam tão baixas quanto racionalmente exequível.

LIMITAÇÃO DE DOSES:
Estabelece limites máximos de doses para indivíduos do público e para indivíduos ocupacionalmente expostos.

"Sim, sempre existiram. A radiação ambiental (ou radiação de fundo) é composta por radiação cósmica, por radiação proveniente de elementos radioativos que compõe o solo e também por gás Radônio (sobretudo em grandes cidades). Há emissão de radiações até mesmo a partir de alguns alimentos e de algumas águas minerais."
"Não, radiação é energia em movimento e sendo assim, essa pessoa apenas absorveria a energia incidente. Uma pessoa ficaria radioativa no caso de uma contaminação com material radioativo, ou seja, se incorporar algum material como este via inalação, ingestão ou por meio de contato com a pele."
"Não. Tanto raios-x quanto radiações alfa, beta e gama, após emitidos, são absorvidos e dispersam instantaneamente. Para se ter uma idéia, raios-x e raios gama viajam a 300 000 Km/s."
"Apenas por meio de instrumentos específicos para o tipo e energia certa da radiação em questão. O corpo humano não tem sentido nenhum para perceber a presença de radiações ionizantes, o que torna-a potencialmente perigosa. Daí a razão de se existir um grande controle sobre fontes e equipamentos de radiação ionizante no mundo todo."

"Em um grande número de atividades humanas. A maioria das pessoas desconhece tal fato, mas as radiações ionizantes são amplamente empregadas além da área médica, que consiste nas práticas de Raio-X, Tomografia, Mamografia, Densitometria Óssea, Medicina Nuclear e Radioterapia. Radiações ionizantes são utilizadas na indústria, em medidores nucleares e em práticas de radiografia industrial, na irradiação de alimentos, na esterilização de materiais médico-hospitalares, em processos de cura de látex e de tintas e vernizes, em tratamento de efluentes industriais, na modificação de cores de pedras preciosas, na recuperação de obras de arte e em datações, entre outras."

Dúvidas?

Entre em contato.
Abrir Whatsapp
Olá, precisa de ajuda?
Envie uma mensagem e fale conosco.